POETA

POETA

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

FLOREAT DIADEMA




FLOREAT DIADEMA



 

No século XVII, os portugueses de S. Vicente sairam,

para indigenas irem catequizar

e na antiga Vila de Conceição construiram

uma capela, para indigenas converter e orar



 

Por lá passaram trapeiros

indo para as minas de Embu trabalhar

os jesuitas essas das terras sairam sorrateiros

o Barão de Tieté, terras essas foi legalizar



Seus herdeiros duas glebas formaram

e do Curral Grande, Piraporinha nasceu

bandeirantes a criaram

até que o Ilustre José Pedroso de Oliveira apareceu



Tendo ao local uma total evolução

e no ano de 1830 a Capela Bom Jesus da Pedra Fria

começou a ser construída com amor, força e dedicação

volvidos 30 anos estava concluída



Mais tarde, Antônio Piraga, filho de José Pedroso

na antiga rota dos trapeiros,uma serração a vapor construíu

e durante 20 anos foi senhor todo poderoso

mas sua industria uma inundação destruiu



Nesse local onde sua fábrica funcionava então

e devido à inundação formou-se a Baía do Eldorado

originando a Vila Conceição

sendo esse terreno loteato



As antigas vilas de Piraporinha, Eldorado e Conceição

novos núcleos habitacionais criaram

e desses três vilarejos em completa união

a bela cidade de Diadema geraram



No ano de 1948 o distrito de Diadema é criado

E a 18 de feveiro de 1953 Diadema se tornou um municipio

Tendo de S. Bernando do Campo desligado

E ficado ao Estado de S.Paulo ligado



Na municipal bandeira

três croroas estão presentes

muito se deve a José Pedroso de Oliveira

e seus ilustres descendentes



Floreat Diadema

Nessa grande região do ABC

é seu delito e querido lema

é hoje a grande cidade que se vê



 

Meu dileto Confrade e Ilustre Professor,

Diadema tem no coração

bisneto paterno de José Pedroso de Oliveira

É um historiador cheio de vida e de acção





































2 comentários:

  1. Estimado amigo António Cambeta!
    Muito obrigado pela deferência!
    O Detetive Pardal sempre em atividade e pronto para novas investigações!
    Caloroso abraço! Saudações diademenses!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  2. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    O Inspector Pardal deverá ter alguma costela paulista.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar